Seleção Olímpica começa preparação para amistoso

Brasil inicia treinos na busca pela inédita medalha de ouro no futebol

De olho na disputa dos Jogos Olímpicos de 2016, com sede no Rio de Janeiro, a seleção brasileira iniciou os trabalhos preparatórios para as partidas amistosas do mês de outubro.

Histórico do futebol olímpico

Convocação da Seleção Brasileira e seus destaques

Ranking atual da FIFA

O primeiro treino aconteceu na última terça-feira, no Estádio Carlos Zamith, e contou com todos os jogadores convocados por Dunga no dia 28 de setembro.

Os jogos serão contra a República Dominicana e contra o Haiti, ambos na Arena da Amazônia.

Gabriel Jesus, do Palmeiras, é um dos destaques na lista de convocados (CBF/Divulgação)

Gabriel Jesus é um dos destaques da Seleção Brasileira Olímpica (Crédito – Divulgação CBF)

O time titular terá formação no 4-3-3, com Ederson como goleiro, Maicon, Rodrigo Ely, Dória e Douglas Santos na linha defensiva, Lucas Silva, Fred e Felipe Anderson no meio-campo, além de Kennedy, Gabriel Jesus e Luan completando o time na zona ofensiva.

Os suplentes serão Uilson, João Pedro, Marlon, Lucão, Wendel, Rodrigo Caio, Walace, Valdívia, Gabriel, Vinicius Araújo e Vitinho.

Esta será a 13° participação brasileira no futebol dos Jogos Olímpicos, tendo conquistado cinco medalhas. Em três oportunidades (1984,1988 e 2012) foi alcançada a medalha de prata, e em outras duas (1996 e 2008) o Brasil foi bronze. O ouro ainda é inédito, além de ser grande sonho para os futebolistas do País.

O fantasma do 7 x 1

Um título nos Jogos Olímpícos pode ser a chance de redenção do Brasil no cenário internacional, depois da eliminação para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014, realizada em casa. O jogo ficou marcado pela goleada sofrida por 7 a 1, maior derrota brasileira em mundiais nos termos de saldo de gols. Atualmente, o Brasil é 7° colocado no ranking de seleções da FIFA, com 1.204 pontos. A líder da tabela é a Argentina, vice-campeã mundial de 2014 e que tem 1.419 pontos.

Outra questão é como será a reação dos torcedores brasileiros nas apresentações da Seleção Olímpica. Roney Themiski comenta que “como um bom brasileiro, confio na Seleção. É uma geração nova que pode trazer frutos até para o time principal e na disputa da Copa de 2018”.

Já Fernado Broggne ressalta que “é uma safra nova e tem potencial. Há de se pensar que é uma competição em que não temos tradição, mas o fator casa nos credencia a uma maior probabilidade de alcançar o título”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s